Terapia Ocupacional - ESSLei

Um fórum de apoio aos novos alunos do curso de Terapia Ocupacional da Escola Superior de Saúde de Leiria (Portugal)
 
InícioInício  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Miho



Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/08/2011

MensagemAssunto: Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional   Ter Ago 23, 2011 6:01 am

Olá a todos! =)

Chamo-me Rita e estou a ponderar candidatar-me a Terapia Ocupacional.

Eu estudei Psicologia, tendo terminado a licenciatura, mas neste momento não estou certa de que seja esta a profissão que realmente desejo exercer. Por entre estas minhas dúvidas coloquei a hipótese de começar de novo uma licenciatura numa área em que pudesse ajudar pessoas mas que não fosse tão desgastante psicológicamente como a Psicologia Clínica ou Educacional. Como estas áreas lidam com perturbações mentais (mais a Psicologia Clínica que a Educacional) e dada a minha sensibilidade (talvez um pouco exagerada) a estes problemas, pensei em enveredar por uma área como a Terapia Ocupacional.

Acontece que tenho uma ideia geral do que é a Terapia Ocupacional. Sei que tenta fazer com que as pessoas ultrapassem algumas dificuldades em determinadas tarefas e sei também que trabalha com várias camadas geracionais, tanto com crianças como com idosos. No entanto, a ideia que tenho é que a Terapia Ocupacional lida maioritariamente com a motricidade, ou seja, com aspectos ligados à destreza manual, motricidade fina, motricidade grossa... A minha dúvida é se realmente o foco maior de acção da terapia ocupacional é a motricidade ou se existem outras áreas.

Uma outra questão tem a ver com os métodos de trabalho. Tentei falar com o coordenador do curso de Terapia Ocupacional da Escola Supeior de Tecnologias da Saúde da Universidade do Porto na esperança que me pudesse esclarecer sobre a forma como os Terapeutas Ocupacionais trabalham, quais as estratégias que utilizam. No entanto o professor não me pode esclarecer sobre este assunto devido ao plano de estudos não ser disponibilizado aos alunos externos. Podem-me elucidar sobre este aspecto?

Relativamente ao trabalho em si, em que tipo de áreas se pode trabalhar? Sei que se pode exercer terapia ocupacional em clínicas e em escolas mas também li sobre hospitais psiquiátricos e lares de idosos. Sobre estes últimos não encontrei muita informação.

Quanto aos materiais utilizados, sei que muitos deles, por exemplo no caso da minha irmã que é Terapeuta da Fala, são elaborados por ela em casa. Isto é importante porque gosto muito de trabalhos manuais e acho que seria interessante aplicar a criatividade de forma a criar estratégias que promovessem a evolução do paciente na área em que tem dificuldades. Na terapia Ocupacional as coisas também são assim? Existe uma margem para a criatividade ou remete-se mais para estratégias e materiais já desenvolvidos?

Sei que alguns dos pacientes que procuram a terapia ocupacional têm uma história de vida complicada. Sei também que é importante ter conhecimento da mesma para o sucesso do tratamento. A questão é que eu sou uma pessoa muito sensível e tenho algum receio de me envolver demasiado e de acabar por não ser capaz de lidar da melhor maneira com estas questões. Por causa destas minhas dúvidas é que estou a ponderar tirar uma nova licenciatura e não continuar com o mestrado em Psicologia Educacional. O que é que me podem dizer sobre esse aspecto?

Por último, gostaria de saber qual é a vossa opinião relativamente à Escola Supeior de Tecnologias da Saúde da Universidade do Porto (é uma boa escola?) e, claro, à empregabilidade do curso.

Desculpem lá o testamento, mas é que tenho várias dúvidas. Tenho tentado encontrar contactos de Terapeutas Ocupacionais que estejam já a trabalhar na área para lhes expôr estas mesmas dúvidas, mas não tenho tido muita sorte. Será que me podiam ajudar nesta minha busca? Very Happy

Obrigada! Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
MadalenaSousa
Aluna de Terapia Ocupacional TL1
Aluna de Terapia Ocupacional TL1


Feminino Mensagens : 51
Data de inscrição : 26/06/2010

MensagemAssunto: Re: Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional   Ter Ago 23, 2011 9:05 am

Olá Rita Smile

Vou tentar responder a tudo.

A Terapia Ocupacional trabalha realmente aspectos da motricidade, isto porque estão estreitamente ligados à funcionalidade. No entanto, é apenas algo em que o TO pode trabalhar, caso a função e o envolvimento nas ocupações do cliente estejam de alguma forma comprometidas, devido a problemas nesta área. No entanto o TO trabalha diversas áreas. Por exemplo, além da área física, o TO intervém nas funções sensoriais, perceptivas e sociais do indivíduo.

Não sei se percebi bem a tua questão relativamente aos métodos de trabalho mas vou tentar responder. O Terapeuta Ocupacional baseia a sua intervenção, principalmente, na realização de actividades estruturadas de acordo com as necessidades do indivíduo, para que gradualmente desenvolva as competências em deficit. Claro que a escolha e adaptação destas actividades está alicerçada em modelos e técnicas específicas. Estas actividades podem ser de inúmeros tipos e aqui entra muito a criatividade do terapeuta! Além disso, o TO faz o estudo e treino de produtos de apoio, o aconselhamento para adaptação da habitação (ou outros contextos do cliente), confecção de talas, etc.

Relativamente aos locais de trabalho o TO pode trabalhar em Hospitais,
Hospitais Psiquiátricos, Centros de Saúde, Centros de Dia, Lares, IPSSs, Clínicas, Escolas e Jardins de Infância, Empresas de Produtos de Apoio, etc… todos os locais onde por algum motivo hajam pessoas com incapacidades que comprometam o seu dia-a-dia e o envolvimento nas suas ocupações significativas.

O que referes relativamente à Terapia da Fala, também acontece (muito) com os terapeutas ocupacionais. A criatividade é muito importante! Muitos materiais são criados ou adaptados pelos profissionais para realizar as actividades correctas para cada cliente. Aliás, muitas vezes é salientada a necessidade dessa característica num terapeuta ocupacional.

No que diz respeito ao facto de seres “muito sensível”, é uma questão em que tens de pensar. O TO trabalha muito com pessoas com situações complicadas e depara-se com muitas coisas. Aliás, o TO intervém nos diferentes contextos do cliente e trabalha muitas vezes com a família, por exemplo. A “sensibilidade” acaba por ser algo positivo para que o TO seja um bom profissional mas, tal como na psicologia, há que ter cuidado para não nos deixarmos envolver demasiado.

Relativamente à ESTSP não te posso adiantar grande coisa, como já deves saber lá o método de ensino é PBL, bem diferente do que é praticado em Leiria (e em todas as outras Escolas) mas não sei dizer qual é melhor ou pior, é simplesmente diferente e umas pessoas dão-se melhor com um ou com outro. No entanto, acho que é uma boa Escola, afinal grande parte dos TOs formados até hoje vêm de lá!

Em termos e empregabilidade TO ainda não se pode “queixar”. Penso que quase todos os Tos estão empregados. Aliás, não é muito raro ouvir histórias de locais que abrem concurso para TOs mas não conseguem preencher as vagas por não terem candidatos (exactamente por não haver TOs no desemprego). Não sei ao certo qual a taxa de empregabilidade mas esta tem sido constantemente citada como uma profissão com emprego e uma das profissões com mais futuro.

Espero ter ajudado, não sei se respondi a tudo ou se me escapou alguma coisa… Talvez os meus colegas queiram acrescentar umas coisinhas!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Miho



Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/08/2011

MensagemAssunto: Re: Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional   Ter Ago 23, 2011 9:58 am

Antes de mais, muito obrigada Madalena! Acho que respondeste a tudo mesmo! Very Happy

Fiquei um bocadinho confusa em relação à área de trabalho. A ideia que eu tenho (não sei se é a que passa cá para fora) é que incide mesmo muito na parte motora. Aliás, eu já tive a oportunidade de assistir a uma sessão de TO quando tive de fazer a minha escolha no 12º ano e por acaso calhou num adulto que tinha sofrido um AVC. Nessa sessão foi trabalhada a motricidade fina e talvez eu tenha ficado com a ideia de que TO era parecido com fisio mas no aspecto mais funcional da coisa (não sei se me estou a fazer entender). Não me podias dar exemplos específicos de intervenção nas outras áreas?

Quanto à forma de intervenção, se calhar é melhor dar um exemplo. Imagina que eu quero ensinar uma pessoa a calçar uns sapatos e a apertar os atacadores de manhã, quando se veste. Terei de recriar a situação, né? Mas não posso estar com ela em casa de manhã para o fazer. Como é que esta aprendizagem se vai processar?

Pois, eu não sabia que a ESTP tinha um modelo diferente porque no site não há essa informação, só soube quando tentei falar com o coordenador. No entanto, ele não me elucidou muito bem sobre esse aspecto porque não me podia dar acesso ao programa (e os nomes das "cadeiras" não ajudam nada). O que ele me disse é que lá as "cadeiras" não são cadeiras normais, em que tens 5 ou 6 num semestre e x horas de aulas cada dia da semana: supostamente só se tem uma "cadeira" de cada vez durante x semanas, ou seja, o trabalho incide sobre um só tema. Pelo menos foi o que eu entendi. É isso que é o PBL?
Voltar ao Topo Ir em baixo
MadalenaSousa
Aluna de Terapia Ocupacional TL1
Aluna de Terapia Ocupacional TL1


Feminino Mensagens : 51
Data de inscrição : 26/06/2010

MensagemAssunto: Re: Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional   Ter Ago 23, 2011 11:15 am

É assim, a reabilitação física é apenas uma das áreas em que o TO trabalha, e foi isso que viste nessa sessão de TO a que assististe. No entanto, o TO trabalha em TODAS as áreas que condicionam a participação dos indivíduos na ocupação . O TO pode trabalhar com alguém que não consegue realizar as suas actividades de vida diária por outros motivos que não o comprometimento motor. O TO pode intervir em casos de psicopatologias, por exemplo. O campo de actuação da TO é bastante abrangente, mesmo!

Pegando no exemplo que deste, tudo vai depender do que faz com que a pessoa não consiga calçar os sapatos, pois pode haver uma série de razões. No entanto, de forma geral pode recriar-se a situação como mencionaste, é o chamado treino de Actividades de Vida Diária. Mas antes de passar a essa parte pode ser necessário realizar outras actividades para que a pessoa desenvolva as capacidades necessárias para conseguir calçar-se e apertar os atacadores, fazer algo como calçar-se implica uma quantidade enorme de passos e primeiro é preciso que a pessoa adquira as competências para desempenhar cada uma dessas fases. Assim sendo podem ser realizadas actividades com outros materiais para trabalhar as “pequenas coisas” que a pessoa tem de fazer para se conseguir calçar, como estratégias para apertar os atacadores (outra vez a criatividade do TO xD mas há estratégias e equipamentos normalmente disponíveis nos serviços de TO para treinar este tipo de coisas. Quando não há, cria-se!). Depois sim, passa-se à simulação da situação, iniciando com a introdução de factores facilitadores e aumentando gradualmente o nível de complexidade da actividade até que a pessoa consiga realizá-la da forma mais independente possível. Este treino pode ser feito em qualquer local, no entanto outras actividades que impliquem realmente recrear aquilo com que a pessoa se depara no dia-a-dia (cozinhar, por exemplo) são treinadas em “casas adaptadas” que recriam as principais divisões da casa com os materiais e equipamentos necessários. No entanto, nem todos os departamentos de TO têm este espaço (a ESSLei tem Very Happy). Este tipo de treino de Actividades de Vida Diária pode também ser feito na casa do cliente. Não vais lá estar quando acordar e se vestir mas podes ir a sua casa e fazer o ensino de como o fazer sozinho ou com a ajuda dos cuidadores consoante o espaço, os materiais que tem etc… Aliás, o TO pode sempre fazer sessões no domicilio, em casos de acamados, pessoas que não tenham condições de se deslocarem aos serviços, quando há necessidade de avaliar a habitação, etc…

Não é bem, bem o exemplo que deste mas vê este vídeo. Parece-me ser num departamento de TO (as tais “casas” que simulam o ambiente em que as pessoas realizam as suas actividades) em que houve a necessidade de confecção e treino de um produto de apoio para que a criança se consiga calçar. Muitas vezes o trabalho do TO recai em realizar ajudas como esta para que a pessoa consiga fazer as coisas, e depois treina-se para que gradualmente as consiga fazer sem ajudas, sempre que possível. http://www.youtube.com/watch?v=LMOvFZ8HOao&feature=related

Não sou a melhor pessoa para te falar do PBL – Problem Based Learning, sei que exige mais autonomia e muito trabalho de grupo. Penso que é dado um "problema" aos alunos e que estes têm de investigar e chegar às suas próprias conclusões, com o apoio do professor e assim se vai avançando, consoante se vão "resolvendo os problemas". Mas sinceramente não te sei explicar, também nunca percebi bem, o melhor será falares com alguém que esteja a estudar no Porto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joana V
Aluna de Terapia Ocupacional TL1
Aluna de Terapia Ocupacional TL1
avatar

Feminino Aquário Cavalo
Mensagens : 33
Data de inscrição : 24/06/2010
Idade : 26
Localização : Leiria

MensagemAssunto: Re: Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional   Seg Ago 29, 2011 12:16 pm

Olá, Rita

Fico muito feliz por pensares em TO com tanto carinho Smile

Vou apenas acrescentar uma coisa às palavras da minha colega:

Além da área que viste, um TO também intervém em áreas como:

- saúde mental (temos inclusive um estágio no 1º ano numa casa de saúde mental)
- gerontologia e cuidados de fim de vida
- défices cognitivos e perceptivos
- deficiências neurológicas e afins
- reinserção na sociedade
- investigação, estudo e confecção de produtos de apoio e eliminação de barreiras arquitectónicas
- etc

A área física também tem muito que se lhe diga:
- reeducação do membro superior
- treino de próteses
- etc

Como te disse a minha colega, um TO pode intervir em qualquer área, desde que a funcionalidade do indivíduo afecte negativamente o seu desempenho nas suas ocupações.

Além disso, lembra-te que uma pessoa, além da sua natureza física, tem também a sua parte psicológica, social e cultural. O TO trabalha tudo isto, vendo a pessoa como um todo, pois, se esta é um ser indivisível, então não se trabalhar a parte física e esquecer as outras Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Miho



Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/08/2011

MensagemAssunto: Re: Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional   Qua Set 21, 2011 2:54 pm

Ora bem, desde já obrigada pelas respostas! Estão a ser muito úteis. =)

Neste momento sei que entrei em Terapia Ocupacional no Porto! Very Happy Finalmente saíram os resultados que tardavam em aparecer. É claro que esta é uma óptima notícia mas, como também me candidatei a TF no ipp e como também entrei nela estou indecisa. (é que não estava nada à espera entrar nas duas porque as vagas eram 2 para TO e 1 para TF) ^^;

Sabem, o meu medo é que TO esteja muito virada para a parte motora. Ora vamos ver se me conslgo explicar (sem querer comparar o trabalho de TO com Fisio mas dando o exemplo de fisio).
Eu sei que fisioterapia está vocacionada para a recuperação/reabilitação de um movimento perdido (parcialmente ou totalmente) ou para o aumento da mobilidade (quer seja fina ou grossa). No entanto eu não me imagino de todo nesse trabalho. Não me alicia porque é demasiado mecânico, embora tenha a componente de gratificação pessoal por o cliente conseguir executar determinados movimentos que antes não conseguiria ou, pelo menos, não teria tanta facilidade em fazê-los.

Eu sei que TO não é assim, de todo, tem sempre em consideração um objectivo, uma funcionalidade, um determinado desempenho. Mas a motricidade está sempre presente, não é? Quero dizer, a funcionalidade pressupõe o movimento. Então a minha pergunta é, tendo isto em conta, embora eu possa trabalhar a parte cognitiva o movimento estará sempre lá, certo? ou seja, eu trabalho as noções de dentro/fora, cima/baixo para que o cliente consiga, por exemplo, verter o leite para dentro da caneca. (ok, não sei se está muito confuso, mas foi o melhor que consegui). ^^;

O meu medo é entrar em TO e depois ver que, independente da área, vai tudo dar à parte motora e que terei de a trabalhar sempre (sobretudo a motricidade fina). E eu acho que se assim for eu sou capaz de não gostar.

Sobre as áreas de intervenção, a ESTSP baseia-se em 4 mas que, basicamente, vão dar às que nomearam: Pediatria, Saúde Mental, Gerontologia e Reabilitação física. Será que me podem elucidar um bocadinho melhor sobre elas? Por exemplo, qual é exactamente o papel de um TO em saúde mental? Em que tipo de competências é que ele incide? =)

Desculpem se estou a ser chata mas realmente estou um bocadinho indecisa. É que gosto das duas áreas =)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joana V
Aluna de Terapia Ocupacional TL1
Aluna de Terapia Ocupacional TL1
avatar

Feminino Aquário Cavalo
Mensagens : 33
Data de inscrição : 24/06/2010
Idade : 26
Localização : Leiria

MensagemAssunto: Re: Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional   Qua Set 21, 2011 4:50 pm

Olá,

Se leres as respostas dadas nos outros tópicos, vais ver que essas questões já foram respondidas.

Se ainda assim continuares com dúvidas, podes colocá-las e nós iremos tentar explicar.

Cumps
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Esclarecimento sobre Terapia Ocupacional
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Esclarecimento sobre as origens do Natal
» Terapia Alternativa
» AAAS: O que os cientistas pensam sobre religião?
» Sobre este Forum de Bibliologia...
» Sobre sites de Química!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Terapia Ocupacional - ESSLei :: Apoio ao Membro :: Aconselhamento Individual-
Ir para: